Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Stº Estevão de Barrosas

 

A Capela do Sr. do Padrão.

 

Situa-se no lugar do Padrão. Lá num alto do monte, tendo já como vizinhos várias habitações, situação impensável há duas décadas atrás.

Todos os anos se realiza uma romaria em sua honra. Romaria essa que é muito concorrida.

Sobre esta capela nada encontrei que pudesse substanciar a minha análise artística.

 

Algumas Considerações Artísticas.

 

A capela é formada por nave e capela - mor. É evidente que ao longo do tempo foi sofrendo intervenções, restauros, ampliações e transformações.

Pela matriz arquitectónica tudo leva a crer que numa primeira fase só tenha sido construída uma pequena ermida, e só posteriormente lhe tenha sido acrescentado a “Segunda” nave, e o seu actual alçado principal. A torre sineira parece-me ser do séc. XVI, já a pequena sacristia que se encontra no alçado esquerdo e na junção da primitiva ermida é bem posterior, como o acrescento posterior da Segunda nave e alçado principal.

É uma capela do séc. XVI - XVII, princípios do séc. XVIII o mais tardar - a data precisa da sua construção e posteriores restauros não consegui descobrir - com uma torre sineira que nos faz lembrar as seiscentistas que nos pode levar a pensar que a capela poderá ter uma data construtiva mais recuada (não tenho dados concretos, e também não me foi possível vislumbrar o seu interior).

O alçado principal é muito interessante. Em cantaria, com junta tomada e fitada a branco. Com pilastras salientes e elaboradas, terminando o entablamento em pirâmides sobrepujadas em bases quadrangulares e trabalhadas. Cada pirâmide tem no seu bico uma bola em granito.

Ao centro da fachada principal um portal em cantaria trabalhada e sobrepujada por almofadas com duas volutas completas. Acima, já no tímpano, uma abertura em forma de losango, em arabesco e já muito perto da junção do frontão, e ainda no tímpano, uma concha rodeada de pequenos símbolos esculpidos.

No cimo do frontão numa base granítica, assenta uma cruz.

A meia altura do portal principal, no seu lado esquerdo e direito, rasgadas na fachada vêm-se duas frestas molduradas, trabalhadas e sobrepujadas por um simples elemento de cantaria elaborada.

A torre sineira - séc. XVI (?) - acoplada no lado esquerdo do alçado principal, tem a mesma altura que a capela, tendo uma parede tapada até ao entablamento da mesma, e depois duas arcadas sobrepujadas por almofada com cruz e duas pirâmides (que terminam numa esfera em granito) em cada uma das extremidades.

A capela tem como acesso um escadório muito ao estilo do neoclassicismo barroco, com pilastras em cantaria elaborada e esculturas de pendor e cunho religioso.

O alçado esquerdo, visto pela retaguarda, mostra-nos uma fresta rectangular na primitiva ermida, uma pequena sacristia (Acrescento posterior) e outra fresta na segunda parede de posterior acrescento.

O alçado direito, para além da pedra granítica de junta tomada e fitada, nada mais há a ressaltar.

Uma pequenina fresta encontra-se no alçado sul.

É uma capela com quatro cruzes, se contarmos com a cruz da torre sineira.

O remate do entablamento é feito por pirâmides com esferas na ponta (são seis na capela e mais duas na torre sineira).

Se a torre sineira permitisse balizar afirmaria que é uma capela do séc. XVI - XVII, mas sem dúvida que é uma capela do séc. XVIII, com influências tardias dos séculos anteriores.

 

 

SILVA – José Carlos, In As Capelas Públicas de Lousada, U. Portucalense, 1997.

 

 

 



publicado por José Carlos Silva às 23:17 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Despedidas

Eleição e abdicação

Cruzeiros de S. Miguel

Memória Paroquial de Vila...

Caminhada à descoberta do...

Lousada e os seus cruzeir...

Capela de S. Cristóvão (S...

Capela de N. Srª de Apare...

Capelas Públicas de Lousa...

Bibliografia

arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

1791

1895

abdicação

alentém

auto de patrimonio

auto_de_património

caíde

camara

caminhada

caminho-_de_ferro

capela da casa de valmesio

capela de cam

capela de valmesio

capelas

capelas_públicas

capela_cam

capela_da_lama

capela_de_s. cristóvão

capela_de_stº andré

capela_srª_aparecida

capitão_mor

carta

casa

casa de real

casa-do_porto

casa_cáscere

casa_da_bouça

casa_da_lama

cazla_do_cáscere

comarca

consulta

contrato de obra

cristelos

cruzeiros

cruzeiros de covas

cruzeiros_de-casais

cruzeiros_de_cernadelo

cruzeiros_de_cristelos

cruzeiros_de_figueiras

cruzeiros_de_lodares

cruzeiros_de_stª_margarida

cruzeiro_de_pereiras

d. pinho brandão

deputado

despedidas

dia_internacional_monumentos_sítios

doação_para_património

doação_para_patrimonio

dote

eleição

escritura_legado

jose teixeira da mota

lindo

lodares

lousada

lúcia_rosa

meinedo

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nome

novelas

ordem

paroquial

patrimonio

património

património_rural-paisagístico

penafiel

plano_de_ seminário

ponte_nova

prazo

preservar

princípio_de_instituição

processo

quaresma

quintã

restauro

rota_do_românico

s. miguel

santa ana

secretario

sermões

soares_de_moura

sousela

tapada

vale_do_sousa

vilar-do_torno

vinculo

todas as tags

links

visitante
subscrever feeds