Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Na genealogia desta casa, recordamos Casimiro de Castro Neves, bacharel e doutor em direito pela Universidade de Coimbra, onde leccionou a cadeira de Direito Público Universal nos anos de 1848 e 1849, redactor dos jornais: “A Pátria”, “O Portugal” e “A Nação,” foi ainda fundador do Club Portuense,442 tendo ocupado em Lousada a presidência da Câmara, nos anos de 1846 a 1847,443 1859 a 1861444 e 1862 a 1863.445 Era filho do Capitão António João de Castro e Araújo, e neto de Bernardo José de Castro Freire de Meireles, senhor desta casa, em 1768,446 e Depositário do Cofre dos Órfãos do Concelho de Unhão, no ano de 1779,447 e sobrinho de Frei José de Sam Joaquim de Castro Freire de Meireles, o último Abade do Mosteiro de Bustelo.448

Trata-se de uma casa que sofreu acrescentos, e se olharmos para a sua planta449 ou para as fotografias da ficha de inventário450 verificamos que a primitiva construção se situava na zona do pátio interior, a Norte. A capela foi mandada edificar, separada da casa, em 1768, por Bernardo José de Castro Freire de Meireles;451 a fachada Sul foi erguida por Frei José de Sam Joaquim de Castro Freire de Meireles nas primeiras décadas do século XIX.452 No segundo decénio da centúria de novecentos453 foi construída a fachada Este e a torre adossada à fachada Sul, no seu topo esquerdo, constituíndo, assim, a actual fachada principal, ligando a fachada Este à capela de S. Francisco.454 Data desta época, portanto, a configuração em L.

Arquitectonicamente é uma casa de planta em L com capela adossada à esquerda da fachada Oeste, torre ao centro da fachada Sul, e pátio interior a Norte.

A fachada principal, virada a Sul, apresenta no rés-do-chão, duas janelas de peitoril, quatro portas molduradas e uma porta de cocheira, três aberturas rectangulares gradeadas, uma abertura na vertical e uma portada; ao centro, uma escadaria de quatro lanços e dois braços, sendo os primeiros degraus semicirculares. No andar nobre, um portal moldurado com lintel curvilíneo e chave ao centro, é coroado por um frontão e duas janelas de sacada, uma à esquerda e outra à direita, que por sua vez são ladeadas, cada uma, por duas janelas de peitoril. Na torre, existem duas janelas de peitoril e a pedra de armas de S. Francisco.

________________________________

 

437 - Em 2002, uma tulha - local onde se guardavam os cereais - foi transformada em local de culto.

438 - Ver vol. II, p. 126, 166 e 189.

439 - A imagem de S. José foi esculpida em granito

440 - Ver nota 438. Cf. vol. II, p. 126, 166 e 189.

441 - Em 1950 só existia uma chaminé, a maior, como se pode verificar nas fotografias.

442 - SOUSA, D. Gonçalo de Vasconcelos e FERREIRA, Damião Vellozo - Os Fundadores do Club Portuense e a sua Descendência, vol. II, Porto: Lello & Irmãos-Artes Gráficas, 1995, p. 125.

443 - Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900, p. 44.

444 - Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900, p. 44.

445 - Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900, p. 45 - SOUSA, D. Gonçalo de Vasconcelos e FERREIRA, Damião Vellozo - Os Fundadores do Club Portuense e a sua Descendência, vol. II, Porto: Lello & Irmãos - Artes Gráficas, 1995, p. 125.

446 - SOUSA, D. Gonçalo de Vasconcelos e, FERREIRA, Damião Vellozo - o. c.,p. 125.

447 - “Não há duvida que o suplicante Bernardo Joze de Castro he depositario do Cofre dos orfaons deste concelho a mais de tres annos por elleição da camera, he o que consta dos libros. O Escrivão Joaõ Esteves da Silva, Escrivaõ da Camera.” A. M. F. - Livro de registo dos actos da correição da câmara do concelho de Unhão, 1779, fl. 52.

448 - Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900, p. 24.

449 - Ver vol. II, Ficha de Inventário, p. 83.

450 - Cf. vol. II, Ficha de Inventário, p. 83 e 93.

451 - A. D. P., Secção Notarial, Po-1, 1ª série, Livro n.º 32, 1768, fl. 25. Cf. A. D. B. - Registo Geral, Livro n.º 188, 1768, fl.295.

452 - Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900, p. 25.

453 - Segundo o Senhor desta Casa, Carlos da Costa Lima de Sousa Guedes.

454 - A.D.P., Secção Notarial, Po -1,1ª série, Livro nº 32, 1768, fl. 25, Cf. A.D.B., Registo Geral, Livro nº188, 1768, fl. 295.

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  

A fachada principal, virada a Este (interior), no rés-do-chão, ostenta três portas e duas janelas de peitoril, com grade à espanhola;455 no primeiro andar, vêem-se três janelas de peitoril e duas janelas de sacada molduradas.

Na fachada Este (exterior), da casa, na ala construída nas primeiras décadas do século XIX, no rés-do-chão, há duas janelas molduradas com lintel curvilíneo, enquanto as fachadas Oeste e Sul, exibem janelas de peitoris, também molduradas e com lintéis curvilíneos.

A fachada Este, da primitiva construção, é rasgada, no rés-do-chão, por uma portada moldurada com chave ao centro; e esta é ladeada por seis janelas molduradas, com grade à espanhola, apresentando no primeiro andar duas janelas de sacada molduradas, flanqueadas por quatro janelas de peitoril (1 janela de sacada/2 janelas de peitoril; 1 janela de sacada/2 janelas de peitoril), também molduradas.

A capela de S. Francisco está adossada à fachada Este, no topo esquerdo; na fachada principal, virada a Oeste, apresenta uma portada moldurada com frontão interrompido; ao centro da empena, patenteia um óculo em forma de quadrifólio, e a empena é coroada por uma cruz octogonal, sendo as pilastras coroadas por pirâmides quadrangulares. Nas fachadas Norte e Sul, há pequenas janelas molduradas e gradeadas, e existem vários painéis de azulejos com as imagens de S. Francisco, nas fachadas Sul, Norte e Este. Na fachada Este, ao centro, vê-se uma edícula também com a imagem de S. Francisco, que sobrepuja um ornato rectangular, moldurado, com a seguinte inscrição: “PAY ET BONUM”. A empena é encimada por uma cruz latina.

_______________________________

 

455 - “Grade de ferro artisticamente trabalhado, em forma de cesto, anteposta às janelas no Renascimento.” KOCH, Wilfried - Dicionário dos Estilos Arquitectónicos, Edição Martins Fontes, São Paulo: 2001, p. 155. Também denominada por “papo de rola”. Cf. TEIXEIRA, Luís Manuel - Dicionário Ilustrado de Belas - Artes, Lisboa: Editorial Presença, 1985; p. 174.

 

 



publicado por José Carlos Silva às 15:19 | link do post | comentar

1 comentário:
De Francisco Sousa Guedes a 16 de Julho de 2010 às 19:27
Gostei de encontrar o seu site Arte e Património e percebi que tem uma tese de mestardo sobre Casa Nobre no Concelho de Lousada. Gostava de saber onde posso adquiri-la
Obrigado Os melhores cumprimentos
Francisco Sousa Guedes


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Despedidas

Eleição e abdicação

Cruzeiros de S. Miguel

Memória Paroquial de Vila...

Caminhada à descoberta do...

Lousada e os seus cruzeir...

Capela de S. Cristóvão (S...

Capela de N. Srª de Apare...

Capelas Públicas de Lousa...

Bibliografia

arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

1791

1895

abdicação

alentém

auto de patrimonio

auto_de_património

caíde

camara

caminhada

caminho-_de_ferro

capela da casa de valmesio

capela de cam

capela de valmesio

capelas

capelas_públicas

capela_cam

capela_da_lama

capela_de_s. cristóvão

capela_de_stº andré

capela_srª_aparecida

capitão_mor

carta

casa

casa de real

casa-do_porto

casa_cáscere

casa_da_bouça

casa_da_lama

cazla_do_cáscere

comarca

consulta

contrato de obra

cristelos

cruzeiros

cruzeiros de covas

cruzeiros_de-casais

cruzeiros_de_cernadelo

cruzeiros_de_cristelos

cruzeiros_de_figueiras

cruzeiros_de_lodares

cruzeiros_de_stª_margarida

cruzeiro_de_pereiras

d. pinho brandão

deputado

despedidas

dia_internacional_monumentos_sítios

doação_para_património

doação_para_patrimonio

dote

eleição

escritura_legado

jose teixeira da mota

lindo

lodares

lousada

lúcia_rosa

meinedo

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nome

novelas

ordem

paroquial

patrimonio

património

património_rural-paisagístico

penafiel

plano_de_ seminário

ponte_nova

prazo

preservar

princípio_de_instituição

processo

quaresma

quintã

restauro

rota_do_românico

s. miguel

santa ana

secretario

sermões

soares_de_moura

sousela

tapada

vale_do_sousa

vilar-do_torno

vinculo

todas as tags

links

visitante
subscrever feeds