Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Pantaleão Pinto Ribeiro, nascido a 17 de Julho de 1607, foi Capitão-Mor do concelho de Lousada,469 e senhor desta casa, sucedendo-lhe Manuel Pinto do Valle Peixoto de Souza Villas-Boas, que, em 1730, era também senhor da Casa da Seara e do Bairro, bacharel, formado em leis, juiz de fora e dos Órfãos em Braga e Cavaleiro Professo da Ordem de Cristo.470 Manuel Henrique do Valle Peixoto de Souza e Villas-Bôas, seu sucessor, proprietário das casas de Baceiras e da Ribeira.471 Sucedeu-lhe Manuel do Valle Peixoto de Souza e Villas-Boas, nascido a 13 de Março de 1770, senhor que foi da casa do Bairro, de Baceiras e da Ribeira, e Fidalgo da Casa Real, Cavaleiro e Comendador da Ordem Militar de Cristo, Capitão-Mor de Lousada, Escrivão da Câmara, Almotaçaria e Direitos Reais de Lousada, Provedor do mesmo concelho, Comandante de uma das Sub-Divisões da 7ª Brigada e do Batalhão Nacional de Lousada e de Aguiar de Sousa.472

________________________________

 

469 - LOPES, Eduardo Teixeira - o. c., p. 57. Cf. NÓBREGA, Artur Vaz-Osório - o. c., p. 296.

470 - LOPES, Eduardo Teixeira - o. c., p. 60. Cf. NÓBREGA, Artur Vaz-Osório - o. c., p. 295.

471 - LOPES, Eduardo Teixeira - o. c., p. 60. Cf. NÓBREGA, Artur Vaz-Osório - o. c., p. 295.

472 - LOPES, Eduardo Teixeira - o. c., p. 61. Cf. NÓBREGA, Artur Vaz-Osório - o. c., p. 296. A sete de Abril de 1831 era Capitão-mor do concelho de Lousada, João José Ribeiro, da Casa da Rabada, da freguesia de Alvarenga: “Escriptura de 600.000 réis que fez o Cappitam mor deste concelho José João Ribeiro á Confraria de Santíssimo Sacramento de S. Marinha de Lodares deste Concelho em sette de Abril de 1831.” A.D.P., Secção Notarial, Po- 4, 2ª Série, Livro n.º 151, 1831, fl. 16.

Tipologicamente é uma casa com uma planta do tipo L e capela adossada ao topo esquerdo da fachada principal, virada a Sul, dividida, verticalmente, em três zonas por pilastras que criaram dois panos de parede simétricos; estes flanqueiam um pano central, onde se abre uma portada moldurada com chave ao centro, ladeada por duas janelas de peitoril, gradeadas. No andar nobre, ainda do frontispício, uma janela de sacada, com fecho e painel, entre duas janelas de peitoril, é coroada por um frontão triangular, com a pedra de armas dos “Peixoto, Pinto, Sousa, Vilas-Boas473 À direita do frontispício, no rés-do-chão, duas janelas de peitoril, gradeadas, e no andar nobre, duas janelas de sacada. No rés-do-chão, à esquerda, vêem-se duas janelas de peitoril gradeadas, e no andar nobre, duas janelas de sacada.

A fachada Oeste, da casa, está dividida em três corpos, por duas pilastras, sendo o corpo central um torreão de três andares. O primeiro corpo, à esquerda, rebocado, é rasgado por quatro aberturas rectangulares, molduradas e gradeadas, e uma portada. No primeiro andar, aparecem cinco janelas de peitoril molduradas.

O corpo central exibe, no rés-do-chão, duas aberturas molduradas e gradeadas, e no primeiro e segundo andar, há em cada um, duas janelas de peitoril, enquanto no terceiro andar sobressai uma sacada com duas janelas. O terceiro corpo, à direita, exibe, no rés-do-chão, cinco aberturas gradeadas, e no primeiro andar, mostra cinco janelas de peitoril, todas molduradas.

      Na fachada Norte, há uma portada ladeada por quatro aberturas quadrangulares e gradeadas, no rés-do-chão, e no primeiro andar, evidencia três janelas de peitoril.

A fachada Este, ostententa, no pátio interior, do rés-do-chão, à esquerda, uma escadaria de três lanços e dois braços, duas portadas e uma janela de peitoril gradeada. Pode ver-se, ao cimo desta, duas portadas e uma janela de peitoril, sendo de referir, ainda, à direita, no rés-do-chão, três portadas e uma janela de peitoril, gradeada. No primeiro andar existem seis janelas de peitoril, gradeadas e duas pequenas aberturas rectangulares envidraçadas, havendo mais uma grande janela de peitoril gradeada, todas molduradas. No segundo andar lobrigam-se três janelas de peitoril. O “torreão”474 exibe uma janela de peitoril gradeada e moldurada.

A fachada principal da capela, segue o mesmo ritmo construtivo da fachada Sul da casa, a que está adossada. Apresenta no pano principal, um portal arquitravado, com fecho e lintel curvilíneo, sobrepujado por uma janela de peitoril, e um frontão triangular, que é rematado por uma cruz granada, sendo as pilastras sobrelevadas por fogaréus estriados. No pano da direita, no rés-do-chão, há uma porta de cocheira moldurada, e no primeiro andar, uma janela de peitoril, enquanto no pano à esquerda, no rés-do-chão, existe uma abertura moldurada, e no primeiro andar uma janela de peitoril. A fachada Norte, exibe uma janela fixa e uma portada, umas escadas de um só lanço e uma porta que conduz ao interior da capela.

 

 

________________________________

473 - NÓBREGA, Artur Vaz-Osório da - o. c., p. 26. Cf. Revista de Lousada. In Suplemento do Jornal Terras do Vale de Sousa (19 de Setembro 1991), p.23. “E a fachada principal foi edificada propositadamente para os seus salões receberem o Rei D. Miguel, que por fortuna das armas nunca aí se chegou a deslocar. E a mistura das alças brancas com outras de granito à vista e pedra aparelhada ou assente em argamassa unida nas juntas, constitui uma característica vulgar na edificação da casa nobre.”

474 - Segundo o proprietário João Maria Cabral Peixoto de Magalhães, esta residência foi alvo de vários acrescentos em épocas bem distintas.

 



publicado por José Carlos Silva às 15:26 | link do post | comentar

1 comentário:
De Anónimo a 12 de Setembro de 2017 às 11:27
Ex.mo Senhor

Vinha-lhe perguntar como poderei contactar ou obter a morada dos actuais proprietários da Casa, o que muito lhe agradecia.

com os melhores cumprimentos

Luís Menezes


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Despedidas

Eleição e abdicação

Cruzeiros de S. Miguel

Memória Paroquial de Vila...

Caminhada à descoberta do...

Lousada e os seus cruzeir...

Capela de S. Cristóvão (S...

Capela de N. Srª de Apare...

Capelas Públicas de Lousa...

Bibliografia

arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

1791

1895

abdicação

alentém

auto de patrimonio

auto_de_património

caíde

camara

caminhada

caminho-_de_ferro

capela da casa de valmesio

capela de cam

capela de valmesio

capelas

capelas_públicas

capela_cam

capela_da_lama

capela_de_s. cristóvão

capela_de_stº andré

capela_srª_aparecida

capitão_mor

carta

casa

casa de real

casa-do_porto

casa_cáscere

casa_da_bouça

casa_da_lama

cazla_do_cáscere

comarca

consulta

contrato de obra

cristelos

cruzeiros

cruzeiros de covas

cruzeiros_de-casais

cruzeiros_de_cernadelo

cruzeiros_de_cristelos

cruzeiros_de_figueiras

cruzeiros_de_lodares

cruzeiros_de_stª_margarida

cruzeiro_de_pereiras

d. pinho brandão

deputado

despedidas

dia_internacional_monumentos_sítios

doação_para_património

doação_para_patrimonio

dote

eleição

escritura_legado

jose teixeira da mota

lindo

lodares

lousada

lúcia_rosa

meinedo

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nome

novelas

ordem

paroquial

patrimonio

património

património_rural-paisagístico

penafiel

plano_de_ seminário

ponte_nova

prazo

preservar

princípio_de_instituição

processo

quaresma

quintã

restauro

rota_do_românico

s. miguel

santa ana

secretario

sermões

soares_de_moura

sousela

tapada

vale_do_sousa

vilar-do_torno

vinculo

todas as tags

links

visitante
subscrever feeds