Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

I - Definição

 

1 - Casa da Renda

 

2 - Proprietário/família

      Actual - António Eduardo Guerra Pereira

      Antigo - Eduardo Pereira

      Apelido - Guerra Pereira

 

3 - Localização

 

      Lugar - Renda

      Freguesia - Meinedo

      Concelho - Lousada

 

II - Classificação Formal

                                                                                                   

Casa com planta do tipo quadrangular                                                                                                                             

 

 

1 - Relação entre ambas as construções                                                                                               

         

                                                                                                                                                                                                                                                                              

      Não existe relação possível a estabelecer.                                                                                             

 

 

2 - Descrição (arquitectónica) dos edifícios

 

 

Em termos arquitectónicos é uma casa quadrangular com escadaria, ao centro. A fachada principal, virada a Oeste, apresenta uma escadaria137 lançada na perpendicular contra a fachada, o que lhe quebra uma certa monotonia. De um só lanço, a escadaria com patim, tem os primeiros três degraus semicirculares e na parte terminal, ostenta dois pináculos.138 O patim é gradeado.139 Sob as escadas, dois arcos de volta perfeita, possuindo em cada pano um óculo moldurado, em forma de losango. No rés-do-chão vêem-se três portadas, uma janela moldurada e gradeada,140  uma pequena abertura141 moldurada e gradeada; dois óculos, todos moldurados, também gradeados, em forma de coração invertido. No primeiro andar, ao centro da fachada, um portal moldurado, flanqueado por quatro janelas de peitoril (duas à direita/duas à esquerda), ladeadas por duas janelas de sacada (uma à esquerda/uma à direita), todas molduradas.

A fachada Norte exibe uma portada moldurada, do seu lado esquerdo, e uma pequena abertura rectangular moldurada e gradeada, do seu lado direito. No primeiro andar, ao centro, uma janela de sacada, com uma fresta semicircular e quatro janelas de peitoril, duas de cada lado da janela de sacada.

No rés-do-chão, da fachada Sul, há uma escadaria de um só lanço com grades e cancela, e duas portadas molduradas. O primeiro andar apresenta quatro janelas142 de peitoril, molduradas. Ao centro do pano, no cimo da escadaria, um portal em granito com arco abatido e pilastras.

A fachada Este ostenta três portas molduradas, uma janela143 e um alpendre construído em 2000, assente em cinco colunas. No primeiro andar vêem-se sete janelas de peitoril e ao centro da parede, um óculo, em forma de losango, gradeado.

 

3 - Estado de conservação

 

É bom.

4 - Obras/Restauro

       (Datas e que obras foram feitas)

 

 

Em 1993 foi submetida a um restauro total. As janelas e portas de madeira foram retiradas em 2003 e colocadas outras de alumínio.

 

 

III - Elementos Iconográficos na construção

 

1 - Pedra de armas

      (Descrição)

 

Não tem.

 

 

2 - Cronologia

      (Datas inseridas na construção)

 

  Não tem.

 

 

IV -  Outros dados históricos

 

A escadaria estava adossada à fachada Norte e foi encostada à fachada Oeste, em data desconhecida.

Esta casa já esteve anexa à igreja e já fez parte do conjunto construtivo, edificado da igreja, da sua residência e anexos.144

 

 

______________________________

 

137 - Esta foi retirada da fachada Norte, segundo o actual proprietário da Casa, estando agora adossada à fachada Oeste.

138 - Estavam no cimo das escadas em 1993- Informação do proprietário desta casa.

139 - A grade é de 2003, segundo António Eduardo Guerra Pereira.

140 - Era um postigo até 1993, segundo o dono desta casa.

141 - A moldura foi-lhe colocada em 1993, segundo informação de António Pereira, proprietário da casa da Renda.

142 - As janelas à direita da escadaria são de meados do século XX - Informação do proprietário desta residência.

143 - Esta janela era uma porta; foi transformada em janela, em 1993.

144 - LOPES, Teixeira Eduardo - o. c., p.135.

 

A Casa da Renda era, em 1700, a casa do Arcediagado: “Era uma casa grande e sobradada, dividida em dois compartimentos com duas janelas, uma para Nascente e outra para Sul, e duas portas para um alpendre de madeira telhado com escadas de pedra. Por baixo uma loja com cinco tulhas para recolha da renda do arcediagado. Esta casa comunicava com outra casa sobradada com uma janela para Nascente e pela parte de fora tinha um pátio com escadas em pedra. No rés-do-chão, a loja funcionava como estrebaria.”145

A 17 de Dezembro de 1696, numa descrição da Igreja e Capelas de Meinedo, num Tombo dos Bens e propriedades, foros e censos…., aparece a descrição da casa do Arcediago, hoje Casa da Renda: “O pateo do asento das cazas do Reuerendo Arcediago medido à redonda por fora das paredes das cazas do Reuerendo Arcediago com as quais se cerca, e forma o mesmo pateo comessando da quina das cazas da adega que faz a modo de portada, e entrada principal para o mesmo pateo e acabando na mesma quina à volta por fora das paredes das mesmas cazas tem setenta e coatro varas e meya e de dentro no dito pateo estão as cazas seguintes: a saber huma grande sala de sobrado com hum repartimento pello meyo que a diuide em duas com janelas de peitoril, huma para o Nascente e outra para o sul com suas escadas pella parte de fora e seu alpendre de pedra cuberto de madeira, e telhado e duas portas por donde se entra para cada huma das ditas salas, e por baixo huma logea que toma o vão dellas que tem sinco tulhas de pedras para recolhimento da renda do Arcediago. Outra caza sobradada contigua à mesma que he huma sala sobradada e forrada de castanho de engado com uma janela de peitoril para nascente e com huma porta por dentro que se comunica para outras salas assima ditas e dellas se diuide a dita caza com hum perpianho de pedra, no qual está a dita porta que comunica para ellas, e tem a dita caza pella parte de fora pello mesmo pateo sua escada de pedra por donde se sobe para ella com seu alpendre também de pedra cuberto de madeira e telhado, e medidas todas estas cazas a saber as duas salas assima e esta que também tem sua logea que serue de estrebaria do tamanho da mesma sala de esquina a esquina de comprido, de Norte ao Sul tem catorze varas e dois palmos e de largo medindo pella parte do sul de quina a quina, de nascente ao Poente seis varas e de largo comesando na quina do alpendre seis varas e tres palmos, e dentro desta medição entrão os dois alpendres das cazas, e encostado à parede das ditas duas salas e logea das tulhas do seleiro está hum cuberto de colmo e dois esteyos que serue de recolhimento dos carros.146

    

V - Situação da Casa

 

Fica face à estrada nacional, junto à igreja românica de Meinedo. Acede-se por dois portões diferentes: um, na fachada Sul, é pequeno e simples, em chapa e ferro e de recente data, serve de entrada lateral; a entrada principal faz-se por um portal de colunas quadrangulares em cantaria e muro rusticado. É um portão em chapa e ferro, antigo, artisticamente trabalhado, tendo sido esta desde sempre a entrada principal.

______________________________

 

145 - A. D. P., Secção Notarial, Po-1, Livro nº 1706, 1696, fl 41v a 42v. Cit. por LOPES, Teixeira Eduardo - o. c., p.135.

146 - A. D. P., Secção Notarial, Po-1, Livro nº 1706, 1696, fl 41v a 42v. Cit. por LOPES, Teixeira Eduardo - o. c., p.135.

VI - Fontes Primárias/Documentais

  

- A. D. P.- Secção Notarial, Po-1, 1ª série, Livro nº 1706, 1696, fl. 41v a 42v.

 

VII - Bibliografia

 

- À Descoberta do Vale de Sousa - Rotas do Património Edificado e Cultural… (2ª Edição), Lousada: Editores Héstia. 2002.

- BATISTA, João Maria - Chorographia Moderna do Reino de Portugal. Lisboa: Typograhia da Academia Real das Sciencias, volume II. 1875.

- CARDOSO, P. Luís - Dicionário Geográfico, ou Noticia Histórica de Todas as Cidades, Vilas, Lugares, e Aldeias, Rios, Ribeiras, e Serras dos Reinos de Portugal, e Algarve, com todas as coisas raras, que neles se encontram assim antigas, como modernas. Regia Oficina Sylviana, da Academia Real, Tomo II. MDCCLI.

- Carta Militar de Portugal - Lisboa: Edição do Instituto Geográfico Do Exército. Escala 1: 25 000, Série M888, Penafiel, Folha 112, N.º 4. 1998.

- COSTA, P. António Carvalho da - Corografia Portugueza e Descripçam Topográfica do famoso Reyno de Portugal Com as Noticias das Fundações das cidades, Villas, e Lugares, que contem, varões ilustres, Genealogias das Famílias nobres, fundações de Conventos, Catálogos dos Bispos, antiguidades, maravilhas da natureza, edifícios, & outras curiosas observaçoens. Segunda Edição. Braga: Typographia Domingos Gonçalves Gouveia. 1868.

- D’ ALMEIDA, José Avelino - Diccionario Abreviado de Chorografia, Topografia, Archeologia das Cidades, Villas e Aldêas de Portugal. Valença: Typographia de V. de Moraes, vol. I. 1866.

- Dicionário Enciclopédico Das Freguesias - Lisboa: Edição da ANAFRE. 1996.

- Ecos-Porto: Edição da Direcção Geral de Apoio e Extensão Educativa - Coordenação Distrital do Porto, N.º 17.  [s/d].

- História das Freguesias e Concelhos de Portugal - Edição do Jornal de Noticias e da Quidnovi, vol. 9. 2005.

- Jornadas Europeias de Património. Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada. 2003.

- LOPES, Eduardo Teixeira - Meinedo, Subsídios para uma possível história desta freguesia. Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada. 2001.

- Lousada - A Vila e o Concelho. Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada. 1993.

- Lousada - Terra Prendada - Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada. 1996.

- Lousada (Subsídios para a sua Monografia) - Lousada: Coordenação Concelhia de Lousada e da Direcção Geral da Extensão Educativa. 1989.

- OLIVEIRA, Rosa Maria - Portões e Fontes do Concelho de Lousada. Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada. 2003.

- O Nosso Concelho-Lousada - Lousada: Edição da Empresa Editora. 1998.

- Planta topográfica. Escala: 1/2000 Lousada: Câmara Municipal de Lousada. 2005.

   - PORTO - Do nome de Portugal. Porto: Lisboa: Edição do Governo Civil do Porto. 1992.

 - Presidentes da Câmara Municipal de Lousada Desde 1838 até 1900. Lousada: Edição do Arquivo Histórico e Municipal de Lousada. 2003

- SILVA, José Carlos Ribeiro da - As Capelas Públicas de Lousada. Seminário de Licenciatura em História-Variante Património. Universidade Portucalense Infante D. Henrique (Policopiada). 1997.

- SOUSA, Vítor Albino Brandão de - Monografia de Meinedo. (Policopiada). 1986.

- VIEIRA, José Augusto - O Minho Pitoresco. 2ª Edição, Valença: Edição Rotary de Valença, Tomo II. 1987.

      SILVA, José Carlos Ribeiro - A Casa Nobre no Concelho de Lousada, FLUP, 2007.

 



publicado por José Carlos Silva às 16:29 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Despedidas

Eleição e abdicação

Cruzeiros de S. Miguel

Memória Paroquial de Vila...

Caminhada à descoberta do...

Lousada e os seus cruzeir...

Capela de S. Cristóvão (S...

Capela de N. Srª de Apare...

Capelas Públicas de Lousa...

Bibliografia

arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

1791

1895

abdicação

alentém

auto de patrimonio

auto_de_património

caíde

camara

caminhada

caminho-_de_ferro

capela da casa de valmesio

capela de cam

capela de valmesio

capelas

capelas_públicas

capela_cam

capela_da_lama

capela_de_s. cristóvão

capela_de_stº andré

capela_srª_aparecida

capitão_mor

carta

casa

casa de real

casa-do_porto

casa_cáscere

casa_da_bouça

casa_da_lama

cazla_do_cáscere

comarca

consulta

contrato de obra

cristelos

cruzeiros

cruzeiros de covas

cruzeiros_de-casais

cruzeiros_de_cernadelo

cruzeiros_de_cristelos

cruzeiros_de_figueiras

cruzeiros_de_lodares

cruzeiros_de_stª_margarida

cruzeiro_de_pereiras

d. pinho brandão

deputado

despedidas

dia_internacional_monumentos_sítios

doação_para_património

doação_para_patrimonio

dote

eleição

escritura_legado

jose teixeira da mota

lindo

lodares

lousada

lúcia_rosa

meinedo

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nome

novelas

ordem

paroquial

patrimonio

património

património_rural-paisagístico

penafiel

plano_de_ seminário

ponte_nova

prazo

preservar

princípio_de_instituição

processo

quaresma

quintã

restauro

rota_do_românico

s. miguel

santa ana

secretario

sermões

soares_de_moura

sousela

tapada

vale_do_sousa

vilar-do_torno

vinculo

todas as tags

links

visitante
subscrever feeds