Sexta-feira, 09.04.10

PLANO DO SEMINÁRIO

Inventário das Capelas Públicas do Concelho de Lousada

- Vertente Arquitectónica.

 

1- Introdução.

2- Caracterização do Concelho de Lousada - Aspectos geomorfológicos - um pouco da sua história.

3- Metodologia - Bibliotecas a consultar (Biblioteca Municipal do  Porto, Depósito de Livros, Jornais, etc., de Lousada, Biblioteca Municipal de Penafiel, Paços de Ferreira, Paredes, etc.)

ÞPeriódicos/Semanários - Jornal de Lousada, TVS., Novas do Vale de Sousa, Repórter do Marão, O Heraldo, Vida Nova, etc.

ÞCapelas.

ÞFichas.

ÞFotografia.

ÞReunir o maior número de dados.

ÞReunir o máximo de informação.

ÞDificuldades.

4- As Capelas de Lousada - freguesia por freguesia (leituras de conjunto).

ÞAspecto arquitectónico.

ÞAspecto artístico (interior, exterior).

ÞTipologias.

5- Breves considerações sobre o Património inventariado.

6- Conclusões.

7- Anexos.

8- Bibliografia. 

Data  de apresentação  - 15 de Setembro.

 

 SEMINÁRIO - As Capelas Públicas de Lousada.

 

         1-Levantamento Bibliográfico - (B. M. Porto) Jornais locais, essencialmente o Jornal de Lousada (1907) - refere-se a várias capelas, mais às que estão perto ou no centro da Vila de Lousada e que foram objecto de obras e melhoramentos.

         O concelho tem 26 freguesias - Há freguesias com uma ou mais capelas (nunca mais de três na mesma freguesia). E há freguesias que não têm nenhuma capela pública.

         Há freguesias que não têm capelas públicas Caíde de Rei, Vilar do Torno e Alentém, St.ª Eulália de Barrosas. Há capelas que já existiram e hoje estão em ruínas (S. Brás - Caíde, St.º António - Sousela, etc.) ou desapareceram mesmo. Há referências delas nos jornais (locais) e nos dicionários corográficos - Padre Carvalho, Pinho Leal, Américo Costa, etc.).

         O Jornal de Lousada - É a minha principal fonte - refere-se, em artigos publicados nas suas páginas, às obras e melhoramentos introduzidos e realizados nesta ou naquela capela ao longo do tempo, assim como as datas de construção e um ou outro contrato estabelecidos com os mestres de obras, etc.

         Os outros jornais consultados (TVS., NVS., RM., etc.), forneceram elementos do mesmo teor.

         O Levantamento Bibliográfico - está quase no fim, está praticamente na sua fase final. A consulta a obras, dicionários corográficos, folhetos, revistas, etc., sob o concelho de Lousada está a terminar.

 

 

         2- Levantamento de Campo - (trabalho...) ainda não está concluído. Fotografar e tirar notas de perto de meia centena de capelas não é fácil, nem rápido.

         Contudo estamos perto do seu fim. Poucas (meia dúzia de freguesias) são as capelas que ainda não foram estudadas.

         O concelho de Lousada é muito rico em capelas públicas (e particulares - belos exemplares - mas que fogem ao âmbito deste Seminário, só capelas públicas).

         As capelas públicas de Lousada estão bem preservadas - na sua grande maioria. Os párocos, as confrarias, e as Comissões Fabriqueiras têm tido máximo cuidado em proceder ao seu restauro sempre que necessário (a população dá o seu contributo para as obras de restauro); o exemplo mais recente e actual é o restauro que está a ser realizado na capela de St.ª Águeda - Sousela.

         A única Valorização que propomos é uma melhor, maior e mais eficaz iluminação exterior das capelas (quase nenhuma tem focos dirigidos de forma a realçar os seus belos traços arquitectónicos), assim como placas de sinalização, a indicarem (correctamente) a sua existência e, o melhor percurso para atingir o local onde se encontra erigida (normalmente no cimo de um monte ou colina).

         Também era de bom tom um folheto explicativo narrando e alertando para a existência de capelas, nas sedes de juntas de freguesias, nos serviços paroquiais e no Posto de Turismo do concelho de Lousada (na sede da Vila).

         3- O meu Seminário está pois, numa fase tipo “diamante em bruto”, em que só a partir de agora, isto é, mais duas ou três semanas, começará a ser devidamente “lapidado”, isto é, só a partir dessa altura poderei iniciar o dito processo final, ou seja, o processo de síntese. 

         Para além de uma abordagem às realidades intrínsecas do concelho de Lousada, estudarei as capelas públicas de Lousada - freguesia a freguesia - na sua vertente Arquitectónica.

         Posso referir, antecipadamente, que as capelas públicas em estudo, compreendem um espaço de tempo que medeia os finais do séc. XVII e vai até aos finais do séc. XIX.

         Há também freguesias que no séc. XVII - XVIII tinham capelas públicas - que serviram de local de culto enquanto as actuais igrejas eram construídas e hoje não existem (existem referências bibliográficas).

         O trabalho de Seminário será mais um largo conjunto de Fichas de Inventário (vertente arquitectónica), fichas de diferentes matrizes, para além de uma cuidada referência ao concelho de Lousada - suas origens, sua história e seu património (nas suas diferentes realidades, mas em sinopse).

        

         Obs.: Em anexo (ao Seminário) aparecerão, em princípio, exemplares de capelas particulares e/ou interiores de algumas capelas públicas, para termos uma visão mais realista da riqueza e da Arte Sacra do concelho de Lousada, verificando-se uma beleza e grandiosidade ímpar.

         Por último, é minha convicção que até ao dia 15 de Setembro entregarei o trabalho de Seminário ao meu orientador  - Dr. Manuel Joaquim Moreira da Rocha.[Hoje Prof. Doutor, e na FLUP, foi meu Co-orientador na minha tese de mestrado: «A Casa Nobre No Concelho de Lousada».

 

                                               Porto, 18/4/97



publicado por José Carlos Silva às 23:09 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

CapelasPúblicas: Plano de...

arquivos

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

1791

1895

abdicação

alentém

auto de patrimonio

auto_de_património

caíde

camara

caminhada

caminho-_de_ferro

capela da casa de valmesio

capela de cam

capela de valmesio

capelas

capelas_públicas

capela_cam

capela_da_lama

capela_de_s. cristóvão

capela_de_stº andré

capela_srª_aparecida

capitão_mor

carta

casa

casa de real

casa-do_porto

casa_cáscere

casa_da_bouça

casa_da_lama

cazla_do_cáscere

comarca

consulta

contrato de obra

cristelos

cruzeiros

cruzeiros de covas

cruzeiros_de-casais

cruzeiros_de_cernadelo

cruzeiros_de_cristelos

cruzeiros_de_figueiras

cruzeiros_de_lodares

cruzeiros_de_stª_margarida

cruzeiro_de_pereiras

d. pinho brandão

deputado

despedidas

dia_internacional_monumentos_sítios

doação_para_património

doação_para_patrimonio

dote

eleição

escritura_legado

jose teixeira da mota

lindo

lodares

lousada

lúcia_rosa

meinedo

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nome

novelas

ordem

paroquial

patrimonio

património

património_rural-paisagístico

penafiel

plano_de_ seminário

ponte_nova

prazo

preservar

princípio_de_instituição

processo

quaresma

quintã

restauro

rota_do_românico

s. miguel

santa ana

secretario

sermões

soares_de_moura

sousela

tapada

vale_do_sousa

vilar-do_torno

vinculo

todas as tags

links

visitante
subscrever feeds